PAIS E NOBRES

Vol. I - CARTAS DE INSTRUÇÃO PARA A EDUCAÇÃO DE JOVENS NOBRES (SÉCS. XVI-XVIII); vol. II - A DESCENDÊNCIA PORTUGUESA DE UM TEXTO CÉLEBRE: A INSTRUCCIÓN DE JUAN DE VEG A SEU FILHO HERNADO DE VEJA (1548)

José Adriano de Freitas Carvalho

Faculdade de Letras da U. Porto (FLUP), 2009

Inéditas na sua larga maioria, as «cartas de instrução», de acordo com o testemunho de alguém que também as escreveu, relevam de um dever que todo o «bom pai», rei ou nobre – e na falta deste, a mãe ou um parente chegado –, se sentiu na obrigação de cumprir ao longo dos séculos XVI, XVII e XVIII em Portugal – e em Espanha – quando o seu filho herdeiro – mas não só – partia para o serviço real na corte ou nas armas. Tal tradição pôde contra, como modelo, com a Instrucción que Juan de Veja, vice-rei de Sicília, deu, em 1548, a seu filho quando o enviou a servir na corte de Carlos V. Editando o texto de algumas escritas por nobres portugueses, tenta-se estudar essas cartas enquanto documentos reveladores, desde o interior do grupo social que os produziu, de uma prática indissociável da ética e estética nobiliárquicas desses tempos. Em apêndice publicam-se as «instruções» que um rei e duas rainhas de Portugal deram a suas filhas nas vésperas de casar.

Os volumes não são vendidos em separado

Ano de Edição:
2009

ISBN 13:
978-972-99670-4-7