Les villes qui meurent sans se dépeupler

David Moreira da Silva

André Tavares

Fundação Instituto Arquitecto Marques da Silva (FIMS), 2009

Esta publicação reproduz o texto original da tese apresentada por David Moreira da Silva ao Institut d’Urbanisme de l’Université de Paris em Fevereiro de 1939, para obtenção do grau de urbanista. Tomando o Porto como exemplo prático e as teorias de Marcel Poëte como estratégia de análise da história da cidade, Moreira da Silva torna evidente a relação intima do discurso filosófico de Henri Bergson com os argumentos da cultura arquitectónica portuguesa nos anos que antecederam a II Guerra Mundial. O estudo introdutório de André Tavares faz uma revisão crítica do discurso e fornece ao leitor as pistas necessárias para uma compreensão histórica dos argumentos de um dos principais urbanistas portugueses do século XX.

Disponível para consulta em: https://fims.up.pt/index.php?cat=3&subcat=18#livro1

Ano de Edição:
2009

ISBN 13:
978-972-99852-4-9