• Escrita Perecível

Escrita Perecível

Luís Fernandes

Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da U. Porto (FPCEUP), 2005

Este livro reúne crónicas saídas na imprensa entre meados de 1999 e meados de 2005 em dois jornais: O Comércio do Porto e o Público. De acordo com José A. Correia [Prefácio], “Nesta Escrita Perecível, com efeito, a ironia e o humor são armas da crítica, são armas de construção de uma solidez que faz transpor a crónica para além do imediato, estabelecendo conexões entre o presente e a possibilidade de construção utópica do futuro, que não se projecta no longo prazo mas é o futuro do próprio presente. A Escrita Perecível não é uma obra de um escriba perecível mas um trabalho que, ao contrário das crónicas dos jornais, convém não perder mas antes reler e reactualizar. (...) propõe-nos modos de abordagem que ultrapassam a actualidade e são a expressão de uma notável lucidez analítica.”

Ano de Edição:
2005

ISBN 10:
972-36-0808-1