• Sobre as origens

Sobre as origens da perspectiva em Portugal

O Liuro de Prespectiua do Códice 3675 da Biblioteca Nacional, um Tratado de Arquitectura do século XVI

João Pedro Xavier

FAUP Publicações, 2006

“A relevância do ‘Liuro de Prespectiua’ do Tratado de Arquitectura, manuscrito, de 1576, atribuído a António Rodrigues, reside, fundamentalmente, na apresentação de uma regra de perspectiva inédita que visa suprir o impasse instalado pela difusão de incorrecções e insuficiências – particularmente evidentes no Secondo Libro, Di Prospettiva de Serlio. A metodologia subjacente ao seu procedimento, (…) relaciona-se (…) com o princípio basilar da semelhança de triângulos, figuras que Alberti soube acoplar para dar forma a uma pirramide visiva e assim promover a intersegazione das suas faces com uma superfície/finestra, sendo a secção obtida, precisamente, a perspectiva rigorosa do objecto visionado. (...).”

Ano de Edição:
2006

ISBN 13:
978-972-9483-79-0