U.Porto Edições

Propostas de Edição

Apresentação de propostas de edição

São passíveis de edição todas as obras apresentadas à editora e que se situem no âmbito da Política e do Projeto Editorial definidos superiormente.
Os proponentes deverão enviar ao Gabinete de Coordenação e Execução Editorial U.Porto Edições, para o e-mail editup@reit.up.pt, os seguintes elementos:

Não se aceitam para publicação dissertações de mestrado e teses de doutoramento.

Apreciação pelo Conselho Científico e Editorial
A proposta será oportunamente apresentada ao Conselho Científico e Editorial para apreciação.

Após parecer positivo, o Conselho Científico e Editorial tem a incumbência de designar dois especialistas na área da proposta de edição para consequente avaliação da mesma, mediante a emissão de um parecer acerca da sua pertinência científica e editorial.

Ao proponente compete nesta fase o envio de uma versão da obra omitindo o nome do autor do corpo do texto, bem como das notas. O texto deverá ser remetido à editora em formato digital.

No caso da obra proposta consistir numa recolha de conferências ou coletânea de textos, decorrentes da realização de sessões públicas, colóquios, congressos, ou outras iniciativas, todos os ensaios deverão igualmente ser despojados de referências de autoria, do mesmo modo que deve também ser anónima a coordenação, edição ou organização.

Avaliação
Aos avaliadores é solicitada a emissão de um parecer qualitativo no prazo máximo de 90 dias, podendo também pronunciar-se acerca da oportunidade editorial.

Após comunicação ao autor do resultado da avaliação deverão ser feitas as adaptações sugeridas pelos avaliadores, se for o caso, dando-se assim início ao processo de edição. Nessa ocasião deverá também ser preparado e assinado o contrato de edição.
Os autores-proponentes devem então entregar à U.PORTO EDIÇÕES o original da obra corrigida, em formato eletrónico acompanhado de todo o material a incluir na publicação sempre de acordo com as regras para entrega de material abaixo enunciadas. O não cumprimento deste requisito pode alterar a planificação da obra, interrompendo a contagem do prazo de publicação.

Regras para entrega de materiais

Os manuscritos devem ser entregues em formato digital — .docx — acompanhados de pelo menos uma prova em papel.
Todos os textos e figuras devem ser gravados como documentos independentes e compilados em diretórios correspondentes a cada capítulo ou parte do livro a publicar.
É obrigatória a aplicação do Acordo Ortográfico.

Na preparação dos textos recomenda-se a verificação de:

  • espaços duplos (que nunca devem ser utilizados);
  • utilização de espaços antes da pontuação;
  • utilização de travessões e não de hífens;
  • utilização de aspas curvas (“ ”) e não de aspas angulares (« »);
  • utilização de estilos de formatação de títulos, sub-titulos, etc. no documento Word.

Figuras e outro material gráfico:
As ilustrações devem ser fornecidas preferencialmente com a dimensão máxima da área útil da paginação — 110 mm de largura, 174 mm de altura — devem ser numeradas pela ordem em que surgem no texto e ser fornecidas em formato TIFF com 300 dpi.

Equações ou fórmulas devem ser formatadas de forma precisa e consistente, sendo indicados também os locais onde a fórmula poderá ser dividida caso ocupe mais do que uma linha de texto.

Gráficos, mapas ou desenhos devem ser compostos em Illustrator e fornecidos em formato nativo (.ai ou .pdf). Os gráficos poderão também ser executados em Excel, desde que sejam fornecidos em formato TIFF com a resolução de 300 dpi.

Normas para as referências bibliográficas:
As referências e as citações bibliográficas devem ser elaboradas de acordo com uma das seguintes normas:
Norma Portuguesa NP 405
Normas da APA (American Psychological Association)

Os manuscritos que não estejam conformes com as indicações de apresentação expressas neste regulamento não serão abrangidos pela planificação de produção regular.

Produção final
A U.PORTO EDIÇÕES estima para a produção final de uma obra, a partir do momento em que, no termo do processo de avaliação é aprovada a publicação na sua versão definitiva, um prazo médio de seis a nove meses.
Cabe ao autor da obra a revisão integral das provas. No caso em que, durante o processo editorial, o autor proponente pretenda alterar, integral ou parcialmente, o conteúdo da obra que apresentou para publicação, tal será considerado como uma interrupção do processo, reservando-se a U.PORTO EDIÇÕES o direito de exigir o reembolso das despesas entretanto ocasionadas pela produção da obra (designadamente o trabalho de paginação).