Pedagogia

  • Educação e(m) Democracia

    Luísa Neto

    U.Porto Edições, 2015

    A educação para os direitos humanos e para a democracia insere-se nos objetivos de desenvolvimento do milénio e de desenvolvimento sustentável pós 2015 tal como apontados pela ONU, tendo sido igualmente objeto de densificação recente pelo Conselho da Europa.
    Ora, apesar da (errada) assunção de que uma sociedade democrática e cosmopolita é contexto adquirido e não ameaçado, crescentemente se questiona a legitimidade dos nexos de representação política.
    Assim, a educação em/para a democracia deve comportar não apenas a transmissão de informação sobre os valores ínsitos a um regime democrático mas ainda uma vertente transversal de formação que motive a tomada de decisões políticas informadas e desenvolva uma cultura constitucional de participação em um Estado plural.

  • O Movimento da Educação Nova e a reinvenção da Escola

    Rui Trindade

    U.Porto Edições, 2012

    A obra pretende refletir sobre os discursos originais de alguns dos pedagogos mais emblemáticos que se relacionam com o “Movimento da Educação Nova”, considerados como discursos matriciais do campo das pedagogias da aprendizagem. Um campo que enfatiza a necessidade de se reconhecer, quer a centralidade pedagógica dos alunos no âmbito dos projetos de intervenção educativa que têm lugar no seio das escolas, quer a valorização do ato de aprender, em detrimento do ato de ensinar, como condições necessárias à afirmação das escolas enquanto contextos educacionais mais humanos e cultos.

    Consulte este livro no Google Books

  • Português, língua e ensino

    Isabel Margarida Duarte (org.)

    Olívia Figueiredo (org.)

    U.Porto Edições, 2011

    Este livro procura fornecer motivos de reflexão e pistas, umas de cariz mais teórico e outras mais práticas, que auxiliem o professor de Português na sua preparação quer científica quer pedagógica, absolutamente imprescindível para que possa ensinar bem Português. Foi feito a convite da Reitoria da Universidade do Porto e é sinal do sentido de responsabilidade social da Universidade perante a sociedade em que se insere. O esforço no sentido de melhorar a qualidade do ensino do Português e da Matemática, que se vem fazendo sentir nos últimos anos em Portugal, teve uma resposta da Universidade do Porto. Aqui se apresenta a segunda etapa dessa resposta. Para organizarmos este volume, procurámos envolver não só docentes de outras Universidades mas também alguns doutorandos da U.Porto, além dos professores da casa, porque a responsabilidade que assumimos em relação ao ensino do Português não é só nossa e a queremos partilhada.

  • Reconfigurar a profissionalidade docente universitária

    Um olhar sobre ações de atualizacão pedagógico-didática

    U.Porto Edições, 2009

    Comungando da perspectiva que defende uma profissionalidade docente reflexiva, investigativa e crítica, alicerçada numa ética de responsabilidade individual e coletiva, o presente estudo traz uma contribuição ao campo em construção da Pedagogia Universitária, tanto no que diz respeito ao papel de ações de atualização pedagógico-didática na (re)configuração da profissionalidade docente universitária como ao caráter mediador do conhecimento pedagógico-didático neste processo.

    Índice

    Imagem da capa para download

    Press Release

  • Entre a Vida e a Escola

    Um tempo para pensar a tensão da relação

    Manuel Santos e Matos

    Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da U. Porto (FPCEUP), 2009

    Os leitores deste livro (mesmo aqueles que, como eu, foram “leitores militantes” das crónicas de Manuel Matos) poderão familiarizar-se com uma postura analítica rara no mundo académico, onde o rigor e a criatividade analítica constroem e permeabilizam os dramas e sofrimentos do quotidiano. A autenticidade da análise produz-se, assim, no exercício do gosto pelo pensar crítico, apoiado numa militância ética, cívica e política, em suma, apoiado numa militância humana. (José Alberto Correia, in Prefácio)

  • Cidadania em confronto

    Educação de jovens elites em tempo de globalização

    Eunice Macedo

    Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da U. Porto (FPCEUP), 2009

    A autora faz incidir o seu estudo na formação de cidadania num conjunto de jovens oriundos de contextos de classe média e média alta que estudam numa instituição de educação privada, revelando um conhecimento profundo da sua filosofia e princípios pedagógicos. As dimensões de género, de classe social e de idade estão presentes nos enfoques prosseguidos.

  • A relação com o saber nos meio populares: uma investigação nos liceus de subúrbio

    Bernard Charlot

    Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da U. Porto (FPCEUP), 2009

    Os leitores deste livro (mesmo aqueles que, como eu, foram “leitores militantes” das crónicas de Manuel Matos) poderão familiarizar-se com uma postura analítica rara no mundo académico, onde o rigor e a criatividade analítica constroem e permeabilizam os dramas e sofrimentos do quotidiano. A autenticidade da análise produz-se, assim, no exercício do gosto pelo pensar crítico, apoiado numa militância ética, cívica e política, em suma, apoiado numa militância humana. (José Alberto Correia, in Prefácio)

  • Da aprendizagem ao longo da vida ou do exemplo de uma relação ternária:

    agora, antes, depois

    Maria da Graça Pinto

    Faculdade de Letras da U. Porto (FLUP), 2008

    A obra começa por situar e justificar a criação do Programa de Estudos Universitários para Seniores da Universidade do Porto (PEUS). Seguem-se seis capítulos que tratam temas pertinentes nesta área: Das Universidades da Terceira Idade em Portugal a partir de 1976 e da criação do Programa de Estudos universitários para Seniores na Universidade do Porto em 2006; Educação ao longo da vida e longevidade; A literacia e o envelhecimento cognitivo; Os computadores vistos pelas crianças e pelos seniores. Alguns pensamentos sobre o uso e a influência das Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação ao longo da vida; e A linguagem e o envelhecimento.

  • Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade.

    Fundamentos de uma Pedagogia Científica Contemporânea. (Volume 1)

    Duarte Costa Pereira

    Editora UP, 2007

    A explicação de como a Educação influi sobre as nossas mentes e a procura da melhor maneira de o fazer tem evoluído, no mínimo, como a Psicologia, sujeita pelo menos a três revoluções desde o começo do Séc. XX (a comportamental, a cognitiva e a discursiva). Enfim os conteúdos de que a Educação se serve, particularmente o que é abordado neste livro – a Ciência – evoluíram desde o iluminismo do Séc. XVIII até ao construtivismo actual, passando pelas diferentes formas de positivismo dos Séc. XIX e XX. A optimização da Educação Científica terá que passar pela consideração de todas estas características, não só para facilitar a inserção na Sociedade do Conhecimento como também para contrariar os aspectos negativos dessa Sociedade. É isso que o autor deste livro despretensiosamente pretende fazer, socorrendo-se da vasta experiência da sua longa carreira.

    Consulte este livro no Google Books

    Título disponível para bibliotecas na Ebrary