Teoria e Crítica da Arte

  • Artificial Aesthetics

    Miguel Carvalhais

    U.Porto Edições, 2016

    Artificial Aesthetics estuda o uso dos sistemas computacionais no design e nas artes. À medida que os computadores e sistemas computacionais se têm tornado cada vez mais ubíquos e que aumenta a sua importância cultural e económica, eles têm contribuído para alterações dramáticas nos media e naquilo que com e para eles é produzido. Estes sistemas permitem-nos produzir artefactos tão grandiosos, dramáticos, profundos e comoventes como quaisquer outros, mas conseguem também comunicar de formas novas e únicas, que são possibilitadas pela sua natureza procedimental. Artificial Aesthetics estuda estes artefactos, as suas propriedades procedimentais, e o seu papel na emergência de novas formas de autoria, criação, e fruição estética.